Sem espaço com o técnico Paulo Autuori no Botafogo, Gustavo Bochecha foi negociado com o Juventude sem compensação financeira. A diretoria alvinegra optou por apostar na visibilidade do volante no clube gaúcho e continuar com 50% dos direitos econômicos do jogador em uma possível futura transferência. O meio-campista completa 24 anos de idade na semana que vem.

“Melhor 50% de um atleta jogando do que 100% de alguém parado”, justificou uma fonte de General Severiano ao Boletim do C.E.

A coluna do FogãoNET apurou que outro argumento decisivo para a ida de Gustavo Bochecha para o Juventude foi o fato da negociação significar uma redução de aproximadamente R$ 1 milhão na folha salarial. O contrato do volante, que tinha salários e encargos mensais em torno de R$ 50~65 mil, terminaria em dezembro de 2021.

Torcedores do Botafogo eram a favor de empréstimo de Bochecha
Campeão brasileiro sub-20 com o técnico Eduardo Barroca em 2016, Gustavo Bochecha ainda despertava esperança do torcedor do Botafogo. Em enquete publicada pelo FogãoNET, apenas 24% dos votantes defendiam a venda do atleta.

Fonte: Boletim do C.E./ Por Carlos Eduardo Sangenetto