Hoje técnico do Coritiba, Eduardo Barroca desenvolveu parte da carreira no Botafogo, foi auxiliar, treinador campeão brasileiro e carioca sub-20 e comandou a equipe profissional em 2019. Ele não esconde a relação que tem com o clube.

Em entrevista ao Canal do Fabiano Bandeira, Barroca destacou o sentimento que tem pelo clube e o orgulho por ser até hoje querido pelo torcedor.

– Não tem palavras. Falo isso sem pudor nenhum. Eu seria um merda se não pudesse falar do sentimento de amor, carinho e gratidão pelo clube. Acabo recebendo isso do torcedor. O fato de não ter tido continuidade ano passado não mexeu com isso. É claro que tem erros durante o processo, aprendi muito, mas o torcedor entendia as dificuldades e que tinha um cara se entregando ao máximo. Nunca trabalhei tanto como no Botafogo. Chegava 7h da manhã, saí 21h. Hoje em Curitiba talvez veja mais a minha família do que trabalhando no Botafogo, a 100 metros de casa – explicou Eduardo Barroca.

Leia outros trechos da entrevista:
Sobre declaração de Carlos Augusto Montenegro que demissão do treinador em 2019 foi um erro
– Sempre quando estive no Botafogo tive carinho e respeito grande de todas as pessoas da direção do clube. Primeiro porque sabem porque vim da base do clube, não tem como desassociar lado afetivo, e sabem da gratidão que tenho. Nas três vezes me empenhei muito e fui muito feliz. O clube ajudou muito a me formar e me deu oportunidade importante, até hoje colho frutos dela, por ser um dos mais jovens a comandar a equipe principal. Essas palavras me envaidecem, sei que tem um sentimento de carinho e torcida mútua.

Pedido de jogadores para diretoria não o demitir
– Desde que entrei sabia do momento que o clube vivia, não podia ter sequência de maus resultados porque a pressão externa influenciaria. Meu foco era resultado a curto prazo. Chegou a um determinado momento que ficamos um período sem vencer, Anderson (Barros) conversou comigo que tínhamos necessidade de vencer o Fluminense para o trabalho não ser interrompido. Perdemos o clássico, depois do jogo alguns jogadores se mobilizaram e pediram para ser revertido, o que também é um motivo de muito orgulho. Naquele momento acabamos nos organizando para romper o vínculo. Foram Gatito, Carli, João Paulo, Cícero, Diego Souza, Gabriel e Pimpão. Não me recordo bem, posso estar sendo injusto de esquecer alguém, mas foram os mais experientes.

Elogios a Paulo Autuori
– Paulo Autuori é uma referência para todos nós, é um ídolo. Temos uma relação muito próxima e amistosa. Essa semana em curso específico tive ele como um dos palestrantes. Tenho carinho e respeito enorme, é uma referência maior como treinador.

Opinião sobre Gustavo Bochecha
– Gustavo tem uma relação muito boa com a bola, fez ano de 2016 na base comigo fora da curva. Tem capacidade muito boa de jogar pressionado, jogo apoiado, controlador de jogo. Subiu para o profissional e viveu outras experiências. No período comigo cobrei outras competências que jogador da idade dele precisava ter. Sempre me escutou e debateu comigo em nível legal. É difícil opinar hoje, não sei a realidade diária. Por ser jogador jovem, tem totais condições de buscar outro espaço e jogar mais vezes. O principal ele tem, que é a capacidade de se relacionar bem com a bola, bom nível técnico, formado em clube grande, tem volume grande de jogos na base e no profissional. É lógico que tem desenvolver competências, ele sabe disso, não é desleixado, para ser jogador de alto nível.

Geração sub-17 do Botafogo e pedido para Matheus Nascimento treinar no profissional
– Quando estive como técnico profissional, consultei a direção da base para montar sistema planejado para adaptar o Matheus e demais jogadores aos profissionais. Existia fator limitador do contrato, não tinha ainda contrato vinculado, não poderia expor. O clube, de forma acertada, optou primeiro por ter boa relação com jogador e com a família, para depois fazer essa integração com o Matheus. É uma geração promissora, com jogadores constantemente convocados para seleções de base, elogiados demais. Tenho certeza que em um futuro próximo vão dar alegrias à torcida.

Veja o vídeo da entrevista de Eduardo Barroca ao Canal do Fabiano Bandeira:

Fonte: Canal do Fabiano Bandeira