Após assinar com multa de 50 milhões de euros, atacante de 16 anos é integrado ao elenco profissional e passará por fase de transição em 2020. Estreia dependerá do técnico Autuori

A assinatura de contrato anunciada na última sexta-feira entre Botafogo e Matheus Nascimento não ficou só no papel. Significou, também, os primeiros passos do garoto de 16 anos no futebol profissional. Garantido pelo vínculo longo, o clube começa a colocar em prática os planos para a grande promessa da base alvinegra.

Porém, os envolvidos fazem questão de tratar esse novo momento não como promoção definitiva, e sim uma fase de transição para apresentar a joia à realidade do futebol profissional. O plano inicial é de dar chances em treinos para facilitar a adaptação, mas com participação em jogos das divisões de base.

Matheus Nascimento tem multa na casa dos R$ 300 milhões — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Matheus Nascimento tem multa na casa dos R$ 300 milhões — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Esse é o planejamento, mas tudo vai passar pela avaliação da comissão técnica. Caberá ao treinador Paulo Autuori decidir se o atleta está pronto para estrear pelo time de cima com apenas 16 anos ou se as chances começarão a partir de 2021.

Enquanto a pandemia não permite a volta do esporte, a mudança é vista como importante para não interromper a evolução de Matheus. Se o ponto de interrogação é grande no profissional, a base tem situação ainda mais indefinida. No elenco principal, além de participar dos treinos, o jogador terá acesso à estrutura que as divisões inferiores alvinegras não possuem.

Garoto é destaque também na seleção de base — Foto: Rener Pinheiro / MoWA Press

Garoto é destaque também na seleção de base — Foto: Rener Pinheiro / MoWA Press

Aliás, o clube estuda fazer o mesmo planejamento com outras joias consideradas promissoras em General Severiano. Ainda não há lista definida dos jovens que passarão por essa transição, mas o volante Kauê – que subiu esse ano ao sub-17, como Matheus – é muito elogiado internamente.

Com o contrato de três anos, o Botafogo conseguiu o limite imposto pela Fifa e se vê mais seguro diante do olhar atento de observadores e clubes estrangeiros. Além do holofote na base alvinegra, com mais de 150 gols segundo contagem própria, Matheus também é grande destaque da geração na seleção de base. A multa rescisória para o exterior é calculada em 50 milhões de euros (cerca de R$ 300 milhões na cotação atual), como publicou primeiro o “Canal do TF”.

Fonte: Globo.com