Valentim explica substituições e se defende de críticas, Não deixei o time mais defensivo

Valentim explica substituições e se defende de críticas: ‘Não deixei o time mais defensivo’

Alvo de críticas da torcida, o técnico Alberto Valentim explicou as substituições que fez na derrota do Botafogo para o Internacional por 1 a 0 neste sábado, no Estádio Nilton Santos, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele foi abordado sobre o assunto na entrevista coletiva pós-jogo e chegou a fazer um gesto de desaprovação com a cabeça.

– Quis colocar o Marcinho para dar um gás novo, para ganharmos com a força que ele tem, é um jogador de Seleção Brasileira. Depois tive duas alterações mais forçadas. Alex Santana me pede a substituição e eu coloco o Leo (Valencia) que é mais ofensivo que ele. Depois, o Cícero me pede a substituição e coloquei ali o Jean, um pouco mais defensivo, mas eu já tinha colocado o Leo Valencia, mais avançado. Não deixei o time mais defensivo não. Não tiraria o Cícero se não estivesse com esse desgaste físico – disse Valentim.

Além das críticas por parte da torcida, as substituições de Valentim também foram questionadas pelo comentarista Pedrinho, dos canais SporTV, especialmente a entrada de Jean na vaga de Cícero, quando o jogo ainda estava 0 a 0. O Inter acabou vencendo com um gol de Guerrero, em falha do goleiro Gatito Fernández.

 

FONTE; LANCE