Alberto Valentim analisa derrota do Botafogo para o Internacional, Mérito do adversário

Alberto Valentim analisa derrota do Botafogo para o Internacional: "Mérito do adversário"

 

Após a derrota do Botafogo para o Internacional, neste sábado, no estádio Nilton Santos, em partida válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Alberto Valentim falou com a imprensa sobre a partida do time carioca. O comandante alvinegro gostou da atuação da equipe e destacou os méritos do Inter.

- A equipe jogou bem, tivemos chances claras de sair na frente no marcador. Depois acabamos tomando um gol no fim, uma derrota que não queríamos de jeito algum. Segundo tempo não conseguimos manter um pouco mais do que o Inter, mérito do adversário, que luta pela Libertadores. Fica esse sentimento ruim de não ter feito o gol, um pouco de azar com o Diego, boa defesa do goleiro em outra finalização, e o gol deles em uma infelicidade nossa.

 

Confira outros temas abordados na coletiva:

 

Efeito da derrota

- Sentimento de derrota é muito ruim dentro do vestiário. Em casa, com a chance de concluir o objetivo. Temos que lembrar da boa atuação, das coisas positivas que tivemos. Fomos bem defensivamente. Esse é o sentimento. Amanhã já vamos preparar o vídeo do que foi o nosso jogo, a análise do Atlético-MG. Temos que preparar o dia a mais que teremos de preparação em relação ao adversário.

Olho no Cruzeiro e no Galo

- Pensamento antes da oração foi para começarmos já a recuperação para pegar o Atlético-MG. Quem jogou acelerar essa recuperação com a fisiologia, amanhã estaremos aqui para isso. Treino tem que ser muito bom para aqueles que não jogaram ou jogaram menos. Temos outra final na quarta-feira. Domingo e segunda vamos levar uma preparação normal, se o Cruzeiro for derrotado pelo Vasco vamos esquecer essa zona perigosa e continuar preparação de olho na Sul-Americana.

Torcida contra o Cruzeiro

- Se o Cruzeiro perder o jogo, um objetivo será alcançado. E vamos continuar focando nos outros. Vamos em busca de dois jogos diferentes, com mais tranquilidade.

Troca de treinadores

- Sabemos como funciona o futebol brasileiro. As trocas de treinadores acontecem devido ao desespero de rebaixamento, tem essa troca para dar um choque, é o que vai acontecer porque estamos falando de pouco tempo para trabalhar. Não tem como buscar filosofia nova com jogos a cada dois dias.

Estratégia das alterações durante o jogo

- Quis colocar o Marcinho para dar um gás novo na direita, até a lesão era um dos principais jogadores do time. Depois tive duas mudanças mais forçadas. Alex pediu para sair, coloquei o Leo que era mais ofensivo. Depois o Cícero também pediu para sair, tem corrido muito nos jogos. Coloquei o Jean, um pouco mais defensivo, mas já tinha colocado o Valencia fazendo o papel de 10 um pouco mais avançado. Não acho que deixei o time defensivo. Não tiraria o Cícero se tivesse essa opção.

Sobre Luiz Fernando

- Eu conheço bem, tem muita qualidade. Precisa se preparar bem para o jogo. Quando se sente confiante faz jogadas importantes. Deixou o Rhuan na cara do gol. Vamos precisar dele para os dois últimos jogos.

Sistema defensivo

- Se vocês lembrarem como eu jogo, como eu gosto... Minha equipe marca forte. Fizemos um grande jogo contra o Flamengo, perdemos injustamente. Tivemos um jogador expulso e só fizeram um gol no final. Estamos desde aquela partida procurando fazer um jogo cada dia melhor.

"Empate seria bom"

- O empate contra o Inter seria bom. Tivemos um bom resultado hoje: o empate do Ceará no fim foi bom para a gente. Se tivéssemos empatado, o Cruzeiro era obrigado a vencer para nos manter na briga do rebaixamento.

Torcida no Nilton Santos

- Na chegada do ônibus já vimos que estava mais cheio. As ruas ao redor do Nilton Santos estavam mais cheias. A torcida tem comparecido. Certeza que eles estarão com a gente contra o Ceará.

Erros defensivos

- Vi um erro que não pode acontecer, antes mesmo do Guerrero finalizar. Isso que vou mostrar para os jogadores, isso que temos que estar mais atentos. Antes mesmo da finalização tínhamos que ter tido mais atenção para não acontecer novamente.

 

FONTE: GLOBO.COM

 

Valentim: 'Sentimento de derrota é muito ruim dentro do vestiário'

Técnico do Botafogo comentou sobre a derrota para o Internacional neste sábado, no Nilton Santos. Comandante falou sobre a briga contra o rebaixamento no Brasileirão

 

O Botafogo foi derrotado pelo Internacional na noite deste sábado, no Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro, após frango do goleiro Gatito Fernández no fim. O resultado negativo fez a equipe comandada por Alberto Valentim ainda correr risco de sofrer o rebaixamento na competição. Após a partida, depois da conversa no vestiário, o treinador do Alvinegro falou sobre o sentimento ruim depois de um duelo como este, quando o time começou bem, mas foi penalizado por uma grande falha.

- Sentimento de derrota é muito ruim dentro do vestiário. Em casa, com a chance de concluir o objetivo. Temos que lembrar da boa atuação, das coisas positivas que tivemos. Fomos bem defensivamente. Esse é o sentimento. Neste domingo já vamos preparar o vídeo do que foi o nosso jogo, a análise do Atlético-MG. Temos que preparar o dia a mais que teremos de preparação em relação ao adversário - afirmou o treinador em entrevista coletiva após a partida, completando:

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR E SIMULAR A TABELA DA COMPETIÇÃO

E MAIS:

- A equipe jogou bem, tivemos chances claras de sair na frente no marcador. Depois acabamos tomando um gol no fim, uma derrota que não queríamos de jeito algum. Segundo tempo não conseguimos manter um pouco mais do que o Inter, mérito do adversário, que luta pela Libertadores. Fica esse sentimento ruim de não ter feito o gol, um pouco de azar com o Diego, boa defesa do goleiro em outra finalização, e o gol deles em uma infelicidade nossa.

Com o resultado, o Botafogo ficou nos 42 pontos, em 13º lugar, a seis pontos do Cruzeiro, primeiro time dentro da zona de rebaixamento - a Raposa ainda joga na rodada, enfrentando o Vasco na segunda-feira. Uma derrota dos mineiros selará a permanência do Alvinegro na elite do futebol brasileiro em 2020, tendo os últimos dois jogos do ano, contra Atlético-MG, na quarta, e Ceará, no próximo fim de semana, em disputa para uma vaga na Conmebol Sul-Americana. Valentim comentou.

- Sabemos como funciona o futebol brasileiro. As trocas de treinadores acontecem devido ao desespero de rebaixamento, tem essa troca para dar um choque, é o que vai acontecer porque estamos falando de pouco tempo para trabalhar. Não tem como buscar filosofia nova com jogos a cada dois dias. Temos outra final na quarta-feira. Domingo e segunda vamos levar uma preparação normal, se o Cruzeiro for derrotado pelo Vasco vamos esquecer essa zona perigosa e continuar preparação de olho na Sul-Americana.

 

FONTE: LANCE