Gabriel vê Botafogo em lua de mel com a torcida, mas alerta, É apenas o início

 Gabriel vê Botafogo em lua de mel com a torcida, mas alerta, É apenas o início


Zagueiro de 24 anos faz elogios ao trabalho de Barroca, fala da sequência de jogos que vem recebendo e do ótimo índice de acertos de passes individual

 

O zagueiro Gabriel, promessa da base do Atlético-MG, vive momento de evidência no Botafogo. Virou realidade rapidamente, é o jogador mais utilizado por Eduardo Barroca e não esconde que o momento é de lua de mel entre time e torcida. Mas, às vésperas do duelo com o Grêmio, marcado para esta quarta-feira, às 19h15, no Nilton Santos, pede pés no chão.

 

- Vivemos um momento de lua de mel, mas é apenas o início. Não podemos ficar acomodados, porque estamos apenas no nono jogo. Temos que continuar bem focados.

Gabriel, de 24 anos, é o líder em acerto de passes de acordo com o Footstats. São 550 no total e apenas 16 errados. Ele creditou tal estatística ao trabalho coletivo.

- Primeiramente é o trabalho do Barroca. Quando você tem a linha de passe, fica mais fácil de acertar. Você tem quatro, cinco opções. Isso facilita muito. Tenho que dar mérito ao Barroca e aos companheiros, porque, no momento em que estou pressionado, isso facilita, e eles dão opções.

 

Confira outros tópicos da coletiva:

 

Gol contra o Grêmio na final da Copa do Brasil de 2016, no Mineirão

Você lembrou de algo que nem tinha passado na minha cabeça, uma bela recordação, ainda mais contra uma equipe gigantesca como o Grêmio. Creio que será um jogo muito difícil, mas o principal objetivo é a vitória. Se eu marcar o gol, vai ter outro para defender, outro para dar o passe.

Gabriel, o jogador que mais atuou com Barroca

Isso é muito importante para o jogador, o que ele mais gosta é de estar no campo. Fico muito feliz. Ás vezes passa a questão da fisiologia e preparação física. Tem muita coisa por trás que coopera isso. Tem trabalho específico, então esse belo trabalho tem que ser exaltado.

Sequência no Botafogo, diferentemente do que teve em seu último ano de Atlético-MG

Futebol é assim. Você tem momentos bons, às vezes não acontecem da melhor maneira. Tem que confiar. Tive momento que as coisas não davam certo, mas tirei de aprendizado. Você nunca perde, sempre aprende algo. Quando eu não jogava, sempre aprendi.

Creio que Deus está no controle de tudo. Tive oportunidade maravilhosa de estar em um dos maiores clubes do Brasil. Espero dar sequência e conquistar nos nossos principais objetivos.

Time firme defensivamente

Esse momento bom defensivo eu não credito somente ao sistema defensivo. O futebol é coletivo. Você pode ver o quanto Diego, Erik, Cícero, João Paulo se desdobram para marcar. Quando ele (Barroca) chegou, cobrou muito para que tivéssemos força na marcação. Ele chegou e nos cobrou muita intensidade na marcação.

Barroca chegou pensando em o curto prazo ser o melhor possível. Creio que conseguimos dar essa resposta. Vai ter tempo para desenvolver nessa parada da Copa América a filosofia de trabalho dele, que é uma das melhores possíveis.

É o melhor momento do Botafogo no ano?

A gente vive em cada jogo um momento. Creio que o nosso melhor momento é sempre o próximo jogo. O momento da Sul-Americana foi mágico, porque sabemos a importância da competição. A chegada do Barroca foi de muita alegria, não que Zé Ricardo merecesse sair, mas é um treinador jovem que recebe uma oportunidade.

Expectativa de casa cheia contra o Grêmio

A gente fica muito feliz, porque quando se joga com o estádio cheio e o apoio do torcedor a atmosfera é outra. O Botafogo é ainda mais forte com a presença da torcida. E esperamos que eles possam voltar com imensa alegria para casa.

Elogios a Barroca

Treinador jovem, mas com ideias de jogo fantásticas. O Botafogo fica muito com a posse, é muito agressiva com a marcação. É um futebol muito corajoso. É uma filosofia que é muito bem-vinda. Tem muito para evoluir ainda. Nessa parada, ele vai poder implantar ainda mais o que ele quer.

Dupla com Carli

Muito fácil e difícil falar do Carli. É um cara sensacional, realmente o considero um líder, um espelho para nós. O que ele ajuda é sensacional. Tenho esse privilégio de jogar ao lado dele, essa parceria tem dado muito certo. Temos Helerson, Marcelo, Kanu e Glauber. Temos ótimos zagueiros.

 

 

Em boa fase, Gabriel elogia Eduardo Barroca: 'É o futebol corajoso'

Zagueiro afirma que treinador é um dos principais fatores pelo bom momento do Botafogo e elogia dupla formada com Joel Carli e o sistema defensivo em si no Alvinegro

 

Se o Botafogo convive com um bom momento no Campeonato Brasileiro, com a quarta colocação após oito rodadas, um dos motivos para isto é a defesa, que levou apenas sete gols neste período. Nesta terça-feira, Gabriel, zagueiro do Alvinegro, falou, em entrevista coletiva realizada no Estádio Nilton Santos, da parceria com Joel Carli como dupla titular do miolo de zaga.

- É muito fácil e, ao mesmo tempo, difícil falar do Carli. Ele é um cara sensacional, um líder, um espelho para nós, que somos um pouco mais jovens. O que ele ajuda os companheiros é sensacional. O Carli tem qualidade, é um sonho jogar ao lado dele. O Botafogo tem vários zagueiros de qualidade, está muito bem servido. O momento é bom, estamos vivendo um bom momento porque é fruto de muito trabalho e evolução com o Barroca - afirmou.

O zagueiro salientou a importância de Eduardo Barroca neste início positivo no clube de General Severiano. Gabriel afirmou que o estilo de jogo colocado pelo treinador é importante muito por conta da coragem e do trabalho coletivo.

- É um treinador jovem, mas com umas ideais de jogos fantásticas. O Botafogo fica muito tempo com a posse der bola, é agressivo. É o futebol corajoso, para não ter medo de errar. Se sairmos com uma saída de bola, todos nós fechamos a linha de defesa para evitar o gol - analisou.

O Botafogo fecha a participação no Campeonato Brasileiro antes da parada da Copa América na próxima quarta-feira, contra o Grêmio, no Nilton Santos. O adversário é especial para Gabriel: em 2017, na decisão da Copa do Brasil, ainda quando atuava pelo Atlético-MG, o zagueiro marcou um dos gols no jogo realizado em Minas Gerais.

- É sempre bom marcar gol, rever uma equipe gigantesca como Grêmio. Creio que vai ser um jogo difícil, mas o importante é a vitória. O futebol é coletivo, o importante é a vitória, e não quem faz o gol. Quero poder contribuir do melhor jeito, não importa como, seja com gol, assistência ou com uma boa atuação - declarou.

Com 15 pontos conquistados em oito rodadas disputadas, o Botafogo pode fechar a primeira parte do Campeonato Brasileiro na zona de classificação para a Taça Libertadores. A evolução do Alvinegro se faz presente jogo após jogo, e Gabriel, um dos jogadores de destaque do time na temporada, elegeu os melhores momentos da equipe no ano.

- A gente vive cada jogo um momento. Creio que o nosso melhor momento é sempre o próximo jogo. Nosso momento na Sul-Americana, todos nós sabemos da importância da competição, foi mágico. Desde que o Barroca chegou também nós gostamos muito. Não que o Zé Ricardo merecesse ter sido mandado embora, mas é legal ver um treinador tão jovem comandando um clube como o Botafogo. Vivemos um momento de lua de mel, mas que é só o início, não podemos ficar acomodados, precisamos ficar focados para fazer um grande campeonato - completou.

 

Veja outras falas de Gabriel:

Estádio cheio?
- A gente fica muito feliz. Quando você joga com o torcedor cheio o clima é outro. O Botafogo dentro da sua cada é ainda mais forte com a sua torcida, vamos fazer de tudo para que todos voltem com uma imensa alegria para casa (contra o Grêmio). 

Destaque da defesa
- Esse bom momento defensivo eu não credito apenas ao sistema defensivo, não só é eu, Carli, Gatito ou Cavalieri, o Botafogo é coletivo por isso. Você pode observar quanto o Diego Souza, Luiz, Alex, Erik se desgastam para marcar, tudo isso contribui para que o sistema defensivo seja sólido. Quando você evita tomar um gol, a sua chance de vencer é ainda maior. Ele nos cobrou muita intensidade na marcação. 

Objetivo no Brasileirão
- O Barroca chegou com a meta de, a curto prazo, ser o melhor possível, acho que nós conseguimos dar essa resposta para ele. Vamos continuar evoluindo, acho que o recesso vai ser muito bom e vamos voltar ainda mais forte. 

Jogador com mais passes no Brasileirão
- Primeiramente, é o trabalho do Barroca. Eu já disse que, quando você tem a linha de passe, fica mais fácil de acertar, porque existem muitas opções. Fico feliz por ser um jogador que acerta muito passe, mas tenho que agradecer ao Barroca e também aos companheiros, que sempre me ajudam quando eu estou pressionado.

Participação em todos os jogos do Brasileirão
- Isso é muito importante para o jogador, o que mais o jogador gosta de fazer estar dentro do campo. Ficamos felizes com isso, mas tem uma parte que passa despercebida por isso, a parte da fisiologia, que recupera os jogadores muito rápido. Faço trabalho específico com fisioterapeutas, preparadores físicos, isso também conta, a fisiologia do Botafogo é muito boa e estamos colhendo o fruto disso. 

Momento no Atlético-MG e volta por cima
- O futebol é assim. Existem momentos bons, outros que as coisas não acontecem da melhor maneira, mas você tem que confiar em você. Tive um momento que as coisas não estavam dando certo, mas eu consegui passar por cima disso. Tive essa oportunidade maravilhosa em um dos maiores clubes do Brasil, estou vivendo um momento maravilhoso. 

 

FONTES: GLOBO.COM / LANCE