Coadjuvantes? Diego e Mineiro se destacam por Botafogo e Fla no NBB

 Coadjuvantes? Diego e Mineiro se destacam por Botafogo e Fla no NBB
Principais reservas são as representações dos fortes elencos das equipes, que se enfrentam no quarto jogo das semifinais da principal competição de basquete do país

Mais do que um plantel titular, uma equipe que busca chegar longe em algum torneio precisa contar com um elenco de confiança. Este é o caso de Botafogo e Flamengo, que possuem nos reservas, respectivamente, Diego e Rafael Mineiro as esperanças de intensidade durante uma partida inteira. As equipes vão se enfrentar nesta terça-feira, no Ginásio Oscar Zelaya, no quarto jogo das semifinais do NBB, às 21h. 

O equilíbrio reinou nas três partidas disputadas até aqui. O Flamengo venceu as duas primeiras, mas o Botafogo se recuperou e saiu do Tijuca com um resultado positivo, forçando o quarto jogo. Está na final do NBB a equipe que vencer três duelos. Portanto, o Rubro-Negro precisa de um resultado positivo para chegar à final e o Alvinegro tem que vencer se quiser forçar o quinto e decisivo jogo da série. Os torcedores do clube de General Severiano esgotaram rapidamente a carga de ingressos. 

Longe dos holofotes carregados por Jamaal e Cauê Borges, Diego chegou ao Botafogo no decorrer da temporada, para suprir algumas lesões no elenco. De poucos minutos no começo da trajetória no Alvinegro, o camisa 15 cresceu e, principalmente nos playoffs, assumiu um protagonismo, se tornando o sexto homem da equipe comandada por Léo Figueiró.

- Os jogos de playoffs são muito estudados pelas equipes e cada vez que você tem um jogador que vem do banco e consegue oferecer algo a mais, seja na pontuação ou defesa, isso faz diferença. O exemplo foi no jogo de agora contra o Flamengo, os jogadores que vieram do banco fizeram a diferença - analisou Diego, que, vindo do banco, contribuiu com 9 pontos e 9 rebotes no jogo 3.

Rafael Mineiro, por sua vez, está mais consolidado no cenário nacional. Campeão do NBB 8 com o Flamengo, o pivô retornou ao Rubro-Negro nessa temporada, após uma passagem em Franca, e, nesses playoffs, se tornou uma peça essencial para Gustavo De Conti, principalmente pelos rebotes. O camisa 12, inclusive, colocou Anderson Varejão no banco em algumas oportunidades.

- O Flamengo é composto por atletas que tem condição de entrar perfeitamente nos jogos. Isso é importante, principalmente nessa fase do campeonato, para manter uma sequência, não sobrecarregar os principais jogadores e causar uma lesão. Me sinto bem na equipe, seja entrando como titular ou reserva, e consigo me sair bem, principalmente defensivamente - afirmou Mineiro, com média de 7 pontos e 7 rebotes por jogo na série.

FONTE: LANCE