Amparado a bom retrospecto, Botafogo estreia na Copa do Brasil contra rival inédito e em baixa

 Amparado a bom retrospecto, Botafogo estreia na Copa do Brasil contra rival inédito e em baixa 
Equipe carioca enfrenta o Campinense pela primeira fase da competição nacional e 13ª na história contra times paraibanos. Números e fase dos rivais animam

Na última quinta-feira, por pouco uma coincidência não coloca a Aparecidense, a algoz desta temporada, novamente no caminho do Botafogo na primeira fase da Copa do Brasil, só que na edição 2019. Desta vez, o adversário sorteado foi o Campinense, que fará um confronto inédito diante do Alvinegro. 

Assim que soube da confirmação, o Campinense optou por tirar um sarro do Botafogo-PB, de João Pessoa e homônimo do gigante carioca, ao dizer, nas redes sociais, que ia ser um "prazer receber o autêntico Botafogo em nossa casa". Quanto à rivalidade, cabe destacar, o Botafogo local sai na frente, uma vez que é o maior campeão estadual - 29 a 20 em relação à Raposa.

 Por falar no Botafogo de João Pessoa, foi com o xará que o Glorioso fez o último duelo com um time paraibano. Se deu também pela fase inicial da Copa do Brasil, de 2015. Na ocasião, os nordestinos seguraram um empate em 2 a 2 na ida, mas na volta, a superioridade dos cariocas gritou mais alto e foram eliminados após uma derrota por 4 a 2. Bill, Jobson, Willian Arão, Luís Ricardo, Sassá e Jefferson eram os nomes mais badalados do elenco do Fogão.

Se aumentarmos o recorte, a confiança do botafoguense deve crescer. Isso porque, em 12 jogos contra paraibanos no cartel, somando todas as competições, o Botafogo venceu sete vezes (58%), empatou quatro e só perdeu em uma oportunidade - isso no longevo ano de 1982, contra o Treze, pelo Brasileirão. Quanto a gols, são 22 a favor e 12, contra.

Caso mantenha o bom retrospecto, o Botafogo seguirá para enfrentar o vencedor do duelo entre Ypiranga-AP e Cuiabá. A Copa do Brasil, vale lembrar, tem as duas primeiras fases com jogos únicos. Na primeira, o time pior ranqueado atua em seu território. Assim, a partida entre Campinense e Botafogo será em Campina Grande, no Estádio Amigão, com data a definir. 

CAMPINENSE EM BAIXA

O ano de 2019 ainda é uma incógnita para o botafoguense, que vê muitos nomes se despedindo, como Brenner, Matheus Fernandes, Jefferson, Luís Ricardo, Moisés e Jean, e poucos cogitados para chegar, porém a situação do Campinense é bem mais incômoda para o seu respectivo torcedor. 

O drama tem seu início nos últimos jogos da temporada 2018, uma vez que o Campinense deixou de subir à Série C do Brasileiro pois ficou pelo caminho, mais precisamente nas quartas de final, quando caiu para o Ferroviário e demitiu o técnico Ruy Scarpino e todo o elenco. 

Querido pela torcida, Francisco Diá, bicampeão paraibano (2015 e 2016) e vice-campeão do Nordeste em 2016, foi repatriado para apagar o incêndio em 2019. Por lá, dentre as novidades recém-anunciadas, estará o jovem Dedé, antiga promessa revelada pelo próprio Botafogo.

FONTE: LANCENET