Amparado pelos números, Lindoso minimiza vaias e revela lesão atual tratada com injeções

 Amparado pelos números, Lindoso minimiza vaias e revela lesão atual tratada com injeções
Vice-artilheiro do Botafogo no Campeonato Brasileiro, volante diz que vem sofrendo com as dores no pé há cerca de um mês: "Soldado ferido, mas não quer ir para casa"

"Há um mês que estou com uma lesão que me prejudica muito a jogar". A revelação de Rodrigo Lindoso pode simplificar muito bem como está o espírito do Botafogo nessa reta final de Brasileiro: superação. E a palavra cai muito bem para o momento do jogador, que convive com as dores, algumas críticas, mas leva tudo com naturalidade, amparando-se nos bons números da temporada com a camisa alvinegra.

O Globo Esporte mostra nesta quarta-feira a entrevista exclusiva com o volante Rodrigo Lindoso.

Mesmo atuando como volante, Lindoso tem mostrado ser fundamental no sistema ofensivo do Botafogo. Com seis gols no Campeonato Brasileiro, ele é o segundo artilheiro da equipe e perde apenas para KIeza, que tem sete. Além disso, é líder de passes certos do time na competição (1285) e o segundo jogador que mais da passes para finalizações. Foram 25 até agora.

- Tenho um bom número de assistências e espero que as pessoas vejam isso. Espero que todos gostem de mim, mas não posso achar que todos vão gostar. Me dedico a semana para ter êxito no jogo e dar alegrias para todos. Espero que me olhem com mais carinho. Há um mês que estou com uma lesão que me prejudica muito a jogar. Estou constantemente nos remédios, com injeções... Um ou outro treino dou uma aliviada, mas estou na luta. Soldado ferido, mas não quer ir para casa. É uma lesão no pé. Se alguém jogar sem dor, não é jogador.

 

Números de Lindoso no Brasileiro

2º jogador do Botafogo que mais esteve em campo no BR (27 jogos) / Igor Rabello 31)4º jogador do Botafogo que mais desarma (36 roubadas)2º jogador do Botafogo que mais sofre faltas (40) / Kieza (52)3º jogador do Botafogo que mais finaliza (14 remates)Vice-artilheiro do time no BR (6 gols) / Kieza (7)2º melhor jogador do Botafogo em interceptações (11) / Igor Rabello (14)Líder de passes certos do Botafogo na competição (1285)Líder de viradas de jogo certas do Botafogo na competição (28)9º que mais acerta passes no ranking geral da competição4º jogador que mais acerta viradas de jogo no ranking geral da competiçãoVice-líder de assistências do Botafogo no Brasileiro (3)2º que mais dá passes para finalização do Botafogo no Brasileiro (25)

Há três anos no clube, ele se tornou um dos principais líderes do elenco e já traz uma experiência importante que o faz aceitar bem as críticas.

- Sou um cara de personalidade forte e não tenho nada contra isso. Não fiz nada para que eles se voltassem contra mim, mas respeito. Meus números são bons e, desde 2015, sempre tive uma regularidade boa. O torcedor vive da paixão e tem o direito de vaiar, mas também precisa separar as coisas. O Lindoso como jogador e o Lindoso fora de campo.

Lindoso treina no Botafogo — Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.Lindoso treina no Botafogo — Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

Lindoso treina no Botafogo — Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

 Confira outros tótpicos da entrevista:

Vaias contra o Bahia
Torcedor é emoção, mas imagina a gente dentro de campo? Tem a pressão externa, interna, dos nossos superiores... Na ocasião pedi para eles continuarem, pois não achei que foi correto da parte deles. Na coletiva expliquei e pedi desculpas. Mas isso é passado. Era apenas uma chuteira fora do meu pé.

Acho que acabou porque vivemos em um mundo de redes sociais, uma programação grande em emissoras de esporte. Não generalizando, mas as pessoas que cobraram isso são as mesmas que batem dizendo que o jogador é falastrão. Antigamente não tinha tanta informação. Na coletiva tem dois ou três assessores... Eles me orientam, mas nunca gostei e sempre falei o que penso, até porque não sou maluco. Tenho amigos nos outros três grandes do Rio. Única pessoa que faço apostas é o Neilton (Vitória). Tem apostas internas, mas em questão de premiações. A gente gosta (risos).

Promessa para a torcida
Quem sou eu para fazer promessa (risos). Prometo uma equipe que está trabalhando bastante. Apesar de ser artilheiro da equipe, sou um volante. Tenho poucas chances e procuro aproveitar. O que posso prometer é que vamos evoluir do último jogo e buscar a vitória.

FONTE: GLOBO.COM