ATUAÇÕES, Luiz Fernando faz belo gol e se destaca no Botafogo

 ATUAÇÕES, Luiz Fernando faz belo gol e se destaca no Botafogo
Camisa 10 acerta chute de fora da área, abre o marcador diante do Vasco e cria boas ações durante o clássico. Marcinho e Lindoso, por outro lado, têm rendimentos discretos

O Botafogo pressionou, mas não conseguiu sair com os três pontos no clássico diante do Vasco, na noite desta terça-feira, no Nilton Santos. O destaque foi o Luiz Fernando, autor do primeiro gol da partida e que criou boas ações na partida. Além do camisa 10, o zagueiro Igor Rabello também foi um dos pontos positivos. Confira, a seguir, as notas do L! (Por Felippe Rocha - felipperocha@lancenet.com.br)

6,0 - Saulo - Novamente sem inspirar tanta confiança, mas foi eficiente nas jogadas em que precisou trabalhar.
5,5 - Marcinho - Apoiou menos do que é capaz, e errou na maioria dos cruzamentos que tentou. Ficou vendido no gol de Maxi López.

5,0 - Carli - Normalmente seguro, errou antecipação que não costuma errar. Segundo jogo seguido do xerife em que não vai bem.

6,5 - Igor Rabello - Consistente na marcação e até chegando com perigo ao time adversário, vai se tornando dos principais jogadores do Botafogo.

6,5 - Moisés - Foi frequente opção no ataque, dos que mais resistiu fisicamente e evoluiu, após início aparentemente nervoso.

5,5 - Rodrigo Lindoso - Jogo regular do volante. Sem ter quem marcar, poderia ter ajudado mais no ataque, mas terminou por ser burocrático.
6,0 - Bochecha - Teve mais momentos positivos, como bons lançamentos, do que negativos. Deixou a partida por desgaste físico.

6,0 - Matheus Fernandes - Alternou bons e maus momentos. Mas parece ter mais capacidade física de ajudar durante os 90 minutos de partida.

7,0 - Luiz Fernando - A boa técnica que tem lhe permitiu fazer um belo gol e ser opção para marcar outro até o fim da partida. Poderia só chamar mais o jogo para si.

6,0 - Kieza - Excelente assistência para o gol de Luiz Fernando, pênalti sofrido, mas não marcado. Mas esteve pouco participativo, no geral.

5,0 - Erik - Provavelmente, a pior partida do atacante pelo Botafogo. Pouco inspirado, acertou muito poucos do que tentou.
5,5 - João Pedro - Como de costume, praticamente não foi notado em campo. Apesar de ter entrado quando os níveis físico e técnico do jogo caíram, pouco fez.

6,0 - Rodrigo Pimpão - Participativo como sempre, mas teve poucas chances de assustar a defesa vascaína.

– Brenner - Entrou no fim, quando a bola parou mais do que rolou. Não tinha o que fazer.

6,0 - Zé Ricardo - O time foi mais organizado no ataque e na defesa, tanto que pressionou até o fim. Mas a equipe não esteve inspirada.


FONTE; LANCENET