Base alvinegra promove debate sobre a importância do futsal na formação de jovens

 Base alvinegra promove debate sobre a importância do futsal na formação de jovens 
Em uma nova edição da habitual reunião de formação continuada, onde os funcionários das categorias de base do Glorioso discutem assuntos relevantes para o desenvolvimento de jovens atletas duas vezes ao mês afim de estar sempre adquirindo aprendizado, o Botafogo promoveu um debate para lá de valioso sobre o tema: a contribuição do futsal para a formação dos atletas no futebol de campo.

Roberto Pontes, coordenador de futsal da parceria Casa de Espanha/Botafogo abriu o debate, que teve Daniel Muzzi, treinador alvinegro das categorias Sub-11 e 12 (Equipes de transição Futsal/Futebol de campo). 

Para participar da mesa-redonda, o Botafogo recebeu a visita de convidados ilustres, que deixaram o bate-papo ainda mais enriquecedor para todos os presentes. Foram eles: Danillo Mattos, treinador do Sub-15 da ARFAB (Associação Recreativa dos funcionários da Atlantica Bradesco), Ezequiel, atleta da equipe profissional do Botafogo oriundo da parceria Casa de Espanha/Botafogo e Octávio Bocão, ex-jogador e atual comentarista de Futsal do canal Esporte Interativo.

- A gente tem que pensar a formação do atleta baseada na informação que ele recebe e na forma que é passada. Então, acho que os profissionais que estão no Botafogo fazem um ótimo trabalho. Esse é o caminho. A transição do futsal para o futebol de campo é importante para agregar habilidade e raciocínio rápido aos meninos. Isso é aliado a consistência tática que o jogador tem para ter essa percepção quando passa para o futebol de campo. Então, o Botafogo está de parabéns em realizar esse grande trabalho por profissionais gabaritados. - disse Bocão.

- Gostaria de agradecer a oportunidade de estar no Botafogo, que é meu clube de coração, para falar um pouco sobre o trabalho desenvolvido nas categorias de base, com maestria pelo Manoel Renha, pelo Tiano e por toda a comissão técnica e diretiva do clube. Tive a oportunidade de jogar futsal por quase 35 anos e agradeço por poder falar sobre essa importância em agregar conceitos de metodologia do futsal para o campo. - finalizou Octávio Bocão.

Responsável pela realização das reuniões periódicas, o fisioterapeuta Rodrigo Veiga explicou como ocorreu o debate, valorizou a relevância do tema e revelou o desejo antigo de colocar o assunto em pauta para gerar um conteúdo enriquecedor para os participantes.

- O nosso grupo de formação continuada há muito gostaria de fazer essa reunião sobre a importância do futsal para a formação dos nossos atletas de futebol de campo. Temos uma parceria muito satisfatória com a Casa de Espanha e, por isso, nada mais importante do que a presença do Ezequiel (oriundo da parceria) e do Roberto Pontes, atual coordenador de Futsal. O modelo em mesa redonda foi ótimo para abrir discussões, críticas e sugestões. Com a presença do Bocão, referência como jogador e comentarista, e do Danillo Mattos, o debate ficou ainda mais engrandecido. Isso sem falar na minha satisfação pessoal, por já ter tido passagem pelo futsal da parceria Casa de Espanha/Botafogo, antes de chegar ao clube em 2014. - explicou Rodrigo.

FONTE: SITE BOTAFOGO