Sub-15 vence Boavista por 2 a 0 pela Taça GB; Com um a menos, Sub-17 arranca empate

 Sub-15 vence Boavista por 2 a 0 pela Taça GB; Com um a menos, Sub-17 arranca empate 
A manhã deste sábado (30/06) foi de bastante futebol para a garotada das categorias de base do Fogão. Pela Taça Guanabara, o Sub-15 do Glorioso venceu o Boavista por 2 a 0 no CEFAT, enquanto Sub´17 se superou e, com um atleta a menos, conseguiu um empate por 2 a 2 contra adversário.

Com os resultados, ambas as categorias seguem dentro do G4 do torneio estadual. O Sub-15 é quarto colocado com 24 pontos conquistados. O Sub-17 é o terceiro com 34.

Zezinho e Guilherme Smith marcam e Sub-15 derrota Boavista por 2 a 0

Na primeira partida da manhã, o time Sub-15 alvinegro comandado pelo treinador Daniel Barboza mandou bem e, praticamente, resolveu a parada no começo do duelo. Aos 13 minutos, Zezinho apareceu bem para inaugurar o placar e fazer 1 a 0 para o Fogão.

Já em vantagem, o Botafogo ganhou ainda mais em confiança e, logo na sequência, aos 16 minutos, anotou mais um e ampliou o marcador. Guilherme Smith foi autor do segundo tento alvinegro no embate.

Com uma vantagem tranquila, a equipe alvinegra seguiu tomando conta do duelo, comandando as ações e não dando brechas para o adversário. Apesar de ficar em cima até o fim do primeiro tempo, o placar permaneceu o mesmo.

No segundo tempo, a postura madura do Botafogo impressionou. O Boavista, não podendo sofrer mais gols, endureceu um pouco mais a marcação e deixou menos espaços atrás, mas no setor ofensivo esbarrou no ótimo posicionamento alvinegro no gramado quando tentou criar algo. 

E assim, o embate continuou até o apito final. O Glorioso trabalhou a bola com muita tranquilidade até o fim e conquistou os tão importantes três pontos, que ajudarão na sequência da competição.

Botafogo: Oliveira; Jucá, Matheus Nunes, Rhuan e Fabrício (Zalfa); Juninho (Felipe), Jonas e Piauí; Zezinho (Andrey), Guilherme Smith e João Croco. Técnico: Daniel Barboza.
Com menos um desde o fim do 1º tempo, Sub-17 luta bastante e consegue empate

Logo na sequência, no segundo duelo do dia, as equipes Sub-17 de Botafogo e Boavista entraram em campo com a promessa de realizar uma boa partida de futebol. Dito e feito, pois o duelo teve emoção do início até o fim.

O Botafogo começou em cima. Aos 5, Ferrugem recebeu na área e mandou na rede, só que pelo lado de fora. Aos 10, Lima cobrou lateral dentro da área, Ferrugem conseguiu dar um toque na bola e Mineiro apareceu de trás desviando, mas a bola pegou no pé da trave e a defesa afastou.

Aos 22 minutos, o zagueiro Wesley arriscou uma pancada de muito longe e carimbou o travessão com bastante força, quase um golaço! O Botafogo era melhor, mas acabou surpreendido quando em uma ataque veloz aos 25, o Boavista conseguiu abrir o placar.

Querendo o empate, o Alvinegro voltou a pressionar. Aos 32, Ferrugem de cabeça teve uma grande chance, mas a bola acabou passando bem perto, à esquerda do gol. Porém, aos 35, veio um novo revés, o Boavista apertou a saída de bola alvinegra, roubou a bola e ampliou. 2 a 0. E, ainda um pouco depois, aos 38, mais um duro golpe para o Alvinegro, Wesley recebeu o segundo amarelo e acabou expulso.

Sem desanimar por estar atrás do placar e por estar com um homem a menos em campo, foi a hora da garotada colocar o coração na ponta chuteira para buscar o resultado. A equipe Felipe Lucena foi para cima e descontou ainda no primeiro tempo, Aos 43, Cristiano invadiu a área e mandou para o fundo do barbante. 2 a 1.

Após a conversa no vestiário, o Fogão voltou ainda mais disposto. Tanto que, o empate veio cedo, aos 3 minutos o zagueiro Davi Sousa marcou de cabeça e empatou o confronto. 2 a 2. Apesar de estar com um homem a menos, o Botafogo foi para cima. Buscou o jogo, pressionou e criou inúmeras chances para virar, mas o placar ficou mesmo no empate até o fim. Nas penalidades, valendo um ponto extra, o Boavista acabou levando a melhor.

Botafogo: Andrew; Lima, Wesley, Davi Sousa e Ryan; Michel, Evaristo e Mineiro (Pedrinho); Ferrugem (Ênio), Cristiano (João Cardoso) e Gabriel. Técnico: Felipe Lucena.

FONTE; SITE BOTAFOGO